Qual a diferença entre juros rotativos e parcelados?

Existem dois tipos principais de juros do cartão de crédito: os juros rotativos e os juros parcelados. Você sabe qual a diferença entre eles?

De fato, essa é uma dúvida muito comum e que leva muitos consumidores a quebrarem a cabeça.

Os juros parcelados do cartão de crédito ocorrem sempre que você optar por pagar a fatura parcelada. Por meio desse parcelamento é possível pagar um montante fixo mensal.

Já os juros rotativos são a modalidade mais usada pelos consumidores brasileiros para o pagamento da fatura do cartão de crédito. Ele ocorre sempre que o valor total da fatura não é pago e o cliente não contrata nenhuma modalidade de parcelamento.

Mas será que essa é a melhor opção para o pagamento da fatura do cartão?

Nesse post vamos explicar melhor qual a diferença entre os juros e indicamos qual é melhor opção para efetuar o pagamento. Continue a leitura!

Principais diferenças entre juros rotativos e parcelados do cartão de crédito

Pagamento do cartão de crédito com juros parcelados

Decerto você já ouviu falar sobre a possibilidade de pagar a fatura do cartão em parcelas fixas. O pagamento parcelado do cartão de crédito funciona de forma muito semelhante a um empréstimo estudantil ou pessoal, por exemplo.

Quem contrata geralmente sabe antecipadamente qual será o valor mensal da parcela e quantos pagamentos precisará fazer para sanar a dívida.

A maioria das administradoras de cartões de crédito oferece aos seus clientes a possibilidade de parcelar a fatura. É importante observar que essa estratégia só é benéfica se você estiver empenhado em pagar o valor total das parcelas todos os meses.

Essa modalidade de pagamento, de fato, é muito comum. Principalmente quando o cartão de crédito está associado a uma conta-corrente. Ao optar pelo parcelamento o cliente paga, além do valor da parcela, uma alta taxa de juros.

Entretanto, o parcelamento da fatura pode ser uma boa opção para quem não deseja pagar os juros rotativos do cartão.

Outra vantagem de efetuar o pagamento parcelado é que o cartão de crédito não será bloqueado por falta de pagamento. Além disso, as administradoras do cartão de crédito podem aumentar o limite do cartão à medida que as parcelas forem sendo pagas.

O número de parcelas pode ser estendido ao longo do tempo. Dessa forma permitindo pagamentos mensais mais baixos que podem se ajustar melhor às suas necessidades.

Pagamento do cartão de crédito com juros rotativos

E os juros rotativos? Você já ouviu falar? Os juros rotativos do cartão são a modalidade mais usada pelos brasileiros. Mas, obviamente, isso não quer dizer que essa seja a melhor opção.

Sempre que você optar por não pagar o valor total da fatura do seu cartão de crédito, o valor restante da dívida fica pendente e deve ser pago no próximo mês. Aí é que está o problema.

Sobre esse valor incide uma alta taxa de juros. Em alguns casos, ela pode chegar a inacreditáveis 600% ao ano. A taxa de juros cobrada pela sua administradora, normalmente, está especificada na fatura do cartão. Não deixe de conferir antes de efetuar pagamento.

A maioria das administradoras de cartão de crédito oferece essa modalidade de pagamento. No entanto, caso a operadora do seu cartão de crédito não possua a alternativa de juros rotativos, você deve optar pelo parcelamento da fatura. Assim você escolhe o valor e o número de parcelas que mais se adéque ao seu orçamento.

Vale ressaltar que, ao optar por parcelar a fatura, o seu cartão de crédito não fica bloqueado para uso. E a medida que os pagamentos vão sendo feitos, o limite disponível para compras também aumenta.

O mesmo acontece no crédito rotativo, desde que você pague o valor mínimo exigido, poderá continuar usando o cartão.

Qual a melhor opção?

Como você pode perceber, tanto os juros rotativos como os juros parcelados do cartão de crédito podem ser considerados abusivos no nosso país.

Devido a isso, muitas pessoas optam por fazer um empréstimo pessoal ao invés de ter que usar uma dessas modalidades de parcelamento do cartão de crédito.

Mas suponhamos que fazer um empréstimo pessoal não seja uma opção. Nesse caso é melhor optar pela modalidade de juros parcelamentos do cartão.

Os juros rotativos são extremamente elevados e capazes de comprometer toda a sua renda mensal. Isso quer dizer que, ao optar pelos juros rotativos do cartão, você poderá se ver completamente endividado.

É importante observar que um cartão de crédito pode oferecer vários benefícios para as suas finanças pessoais, permitindo que você aumente o seu poder de compra ao parcelar a aquisição de produtos e serviços.

É só uma questão de encontrar o cartão de crédito certo para a sua realidade financeira e para os seus hábitos de consumo.

Agora você já sabe qual a diferença entre os juros rotativos e os juros parcelados no cartão. Quer saber mais sobre o assunto? Ficou com alguma dúvida? Então, deixe o seu comentário nesse post e participe da conversa!