O que é Credit Score e por que ele é importante para seu negócio


Você já ouviu falar do Credit Score? O uso de cartões tende a ser uma das principais fontes de crédito para o consumidor no Brasil. Segundo dados do Euromonitor, provedora global de inteligência estratégica de mercado, mais de 52 milhões brasileiros têm pelo menos um dos 150 milhões cartões de crédito em circulação no país.

A importância de aceitar essa forma de pagamento no seu negócio é indiscutível. Porém, ao mesmo tempo que o cartão de crédito oferece novas e maiores oportunidades de vendas, ele também é responsável por 60% da dívida doméstica da família brasileira.

O que nos leva a pensar: será que oferecer cartão de crédito sem nenhum critério é mesmo uma boa saída? Ao mesmo tempo que a expansão do crédito aumenta o poder de compra do consumidor, ela também endivida esse mesmo consumidor.

É por isso que existe o sistema de Credit Score. Não tem ideia do que se trata? Continue lendo e vamos dar uma olhada no porquê esse sistema é importante para o seu negócio!

O que é Credit Score?

O Credit Score é uma pontuação de crédito que representa o quão bom pagador uma pessoa é. Em outras palavras, quais os riscos de alguém fazer uma dívida e não cumprir com seu pagamento.

A pontuação varia de 700 a 1000 e é calculada de acordo com seu histórico financeiro. Ou seja, produtos de crédito que utiliza, contas em atraso, relacionamento financeiro com empresas e bancos, dados cadastrais atualizados, entre outros.

Quem faz o cálculo do Credit Score são os chamados Bureaus de Crédito. O nome pode soar estranho, mas eles são bem conhecidos: SPC, Serasa e Boa Vista são os três bureaus atuantes hoje em solo brasileiro.

Para que serve o Credit Score?

Nas últimas décadas, o crédito ao consumidor passou por uma grande expansão, tanto em economias desenvolvidas quanto nas emergentes. O Brasil também experimentou uma grade expansão, gerando crédito a consumidores que nunca tiveram acesso a ele antes, especialmente de grupos de baixa renda.

Mas, se por um lado, a expansão do crédito permite a inclusão de mais pessoas no mercado consumidor, por outro ele pode trazer graves consequências.

O primeiro ponto negativo é o fato que Brasil tem uma das maiores taxas de juros do mundo. O segundo é o fato de que o país possui uma população com baixíssima preparação financeira para imprevistos.

Um estudo do Banco Central revelou que 70% dos brasileiros não possuem preparação financeira para emergências. A combinação desses dois indicadores pode trazer consequências desastrosas para uma população já vulnerável financeiramente.

Daí a importância de usar ferramentas que classifiquem o crédito e limitem as possibilidades de endividamento, como Credit Score.

Como o Credit Score afeta minha loja?

Quanto mais alto o Credit Score (ou seja, quanto mais próximo de 1000), maiores as chances de um consumidor honrar com suas dívidas.

É por isso que muitas empresas do varejo possuem sistemas conectados ao Serasa, Boa Vista ou SPC para consultar dados de seus clientes potenciais e decidir ceder ou não uma venda a prazo.

Na prática, isso significa que elas estão reduzindo sua exposição ao risco de sofrerem o popularmente conhecido “calote”. Mas e quando a loja possui um cartão private label?

O private label é o cartão emitido com a bandeira da sua loja. Ele facilita as compras dos seus clientes no seu estabelecimento e permite que você controle melhor o risco ao fazer vendas a prazo.

Isso porque a análise do Credit Score do cliente é feita no momento de solicitação do cartão de crédito. Essas informações permitem decidir fazer ou não o cartão e definir qual será o limite do cliente, em caso positivo, dando mais segurança financeira ao seu negócio.

Qual o futuro do Credit Score?

O Credit Score é uma forma de garantir mais sustentabilidade ao ecossistema financeiro. No entanto, ainda há muita discussão em torno da eficiência da pontuação.

No Brasil, foi aprovada recentemente a lei do Cadastro Positivo, que é uma forma de tornar o Credit Score mais ajustado ao perfil de cada brasileiro.

Além disso, um estudo realizado por duas pesquisadoras brasileiras — as professoras Farah Diba Abrantes-Braga (Ph.D., professora do Insper) e Tania Veludo-de-Oliveira (Ph.D. professora da FGV – EAESP) — sugere a criação de escalas para medir crenças e fatores psicológicos que influenciam o comportamento de endividamento de alto-risco do consumidor.

Segundo as pesquisadoras, esse comportamento é a tendência comportamental de se endividar de forma arriscada chegando ao ponto onde o indivíduo não consegue mais pagar sua dívidas.

O estudo, que será publicado no International Journal of Bank Marketing, propôs o conceito de preparação financeira para emergência — definido pelas autoras como o estado de um indivíduo estar financeiramente preparado para lidar com um choque financeiro, como a falta inesperada de renda.

O objetivo é estudar futuramente os impactos dessa preparação no número de dívidas que um indivíduo cria e das dívidas na preparação financeira.

A proposta das pesquisadoras é que não só os dados financeiros sejam considerados, mas também indicadores que captem aspectos psicológicos do consumidor. Isso permitirá otimizar os critérios para concessão de crédito, evitando futura inadimplência dos seus clientes.

E você, gostou de aprender sobre o Credit Score? Quer saber mais sobre como melhorar o acesso ao crédito na sua loja? Contate a Fort Brasil!