Motivos para reprovação de crédito e o que fazer

Ninguém gosta de ser rejeitado. Especialmente quando se estava contando com uma concessão de crédito para uma necessidade imediata ou para planos de compra, compras parceladas etc.

O cartão de crédito é uma forma de pagamento que funciona como um pré-financiamento sem juros. Por isso, como em toda concessão de crédito no mercado financeiro, para ter um cartão de crédito é preciso passar por uma análise creditícia.

Se você pediu um cartão de crédito e foi recusado, não se desespere.

Continue lendo esse artigo e veja o que você pode fazer para descobrir por que seu pedido de crédito foi rejeitado, corrigir o problema e tentar novamente! Vamos lá?

Passo #1: Descubra o porquê foi recusado

Obter uma resposta negativa quando você esperava tanto o crédito pode ser chato, mas sempre é possível aprender uma coisa a partir do “não”.

O primeiro passo é tentar descobrir o motivo da recusa.

Aqui estão alguns fatores que podem contribuir para a negativa do cartão de crédito:

  • Erro na sua ficha de inscrição. Informações sobre emprego e renda preenchidas incorretamente podem causar a negativa do cartão de crédito. Por isso, é recomendável conferir cuidadosamente todos os dados do cadastro antes de enviar a solicitação;
  • Restrição no seu CPF. Restrições bancárias, no Banco Central, SPC ou Serasa impedem a liberação de crédito. Situações como contas bancárias antigas inativas, com cobrança de tarifa, ou outros tipos de dívida em seu nome afetam negativamente a avaliação do seu perfil. Nesse caso, entrar em contato com a empresa de cartão de crédito pode ajudar a descobrir onde procurar o problema;
  • Inconsistência no seu histórico profissional. Se você esteve recentemente desempregado ou mudou de emprego, é provável que tenha que esperar, pelo menos, seis meses para fazer a solicitação de crédito. O “tempo no emprego” é um fator que conta pontos na obtenção de crédito;
  • Histórico de crédito ruim. Atrasar o pagamento de contas ou ficar inadimplente em empréstimos, carnês, financiamentos e assinaturas prejudica o seu perfil de crédito, mesmo depois que você quita ou regulariza essas pendências. Esses comportamentos ficam no seu histórico de crédito (Credit Score).

Passo #2: Trabalhe o seu Credit Score

Credit Score é a pontuação que diz ao mercado financeiro quão bom pagador você é. Quanto maior for a sua pontuação, melhor para você.

É possível consultar sua pontuação atual pelo site do Serasa. Veja aqui.

Caso sua pontuação esteja ruim, é bem provável que esse seja um obstáculo para você conseguir boas ofertas de crédito. Veja como você pode melhorar seu Credit Score:

1. Pague todas as suas contas em dia

Melhor ainda, pague adiantado. Configure o débito automático das suas contas para não correr o risco de não pagar uma fatura na data de vencimento.

Além disso, se você é alguém que usa muito o cartão de crédito, considere pagar seu saldo um dia ou dois antes, e não na data de vencimento.

2. Não use todo seu limite de crédito

Os credores não gostam de ver uma alta taxa de utilização de crédito, que é a proporção entre a quantidade de crédito disponível para você e o valor que você está usando.

Se você tiver saldos elevados no cartão de crédito, em empréstimos ou financiamentos, ao abaixá-los poderá melhorar sua pontuação no Credit Score. Vá diminuindo suas dívidas gradualmente, reduzindo de 30% para 20% o seu limite de crédito utilizado, e assim por diante.

3. Seja estratégico com seus cartões

Às vezes, as empresas de crédito não gostam quando o consumidor tem muitos cartões, mas isso não significa que você deva começar a cancelá-los a torto e a direito

Você não quer cancelar relacionamentos que você tem por um longo tempo. Considere cancelar cartões que oferecem poucos benefícios.

Passo #3: Mantenha um bom orçamento doméstico

Um bom orçamento doméstico é o primeiro passo para a pontualidade no pagamento dos seus compromissos financeiros, a prática de poupança ou aplicações financeiras e a aquisição de patrimônio, como carro e casa própria.

Ter uma reserva financeira nos bancos ou patrimônio de bens móveis e imóveis é muito positivo para o seu Credit Score.

Ser rejeitado quando mais precisamos não é fácil. Cuide do seu planejamento financeiro e do uso consciente de crédito. Eles são ferramentas para uma vida financeira mais tranquila e boas ofertas de crédito.

Gostou desse artigo sobre os motivos para reprovação de crédito? Tem dúvidas sobre a análise creditícia para obtenção de cartão de crédito? Deixe seu comentário!