Fluxo de caixa: o que é e como administrar

Você sabe o que é fluxo de caixa? Pode-se dizer que é uma ferramenta de controle gerencial que permite a análise das entradas e saídas de dinheiro na sua empresa em um determinado período.

Por meio desse controle é possível avaliar diferentes cenários, organizar os gastos da empresa e tornar a gestão muito mais eficiente

Neste post, elaboramos 8 dicas para te ajudar a manter o fluxo de caixa da sua empresa sempre em dia. Continue a leitura e confira!

8 dicas fundamentais para controlar o fluxo de caixa da sua empresa

1. Crie uma reserva para emergência

Inegavelmente, uma empresa precisa de dinheiro. No entanto, quando há pouco dinheiro disponível em caixa é preciso diminuir as despesas. Não concordam?

Com a desaceleração do mercado, muitas empresas têm enfrentado dificuldades para se manterem de portas abertas. Contudo, os empreendedores que conseguiram manter uma reserva de dinheiro em caixa e sem dívidas foram capazes de reduzir seus gastos.

Você sabia que uma empresa tem grande chance de sucesso quando permanece no mercado por tempo suficiente para que os clientes experimentem seus produtos e os encorpore ao seu dia a dia? Economize o máximo possível e crie um fundo de emergência para os tempos difíceis. Certamente isso garantirá o sucesso do seu negócio.

2. Monte um orçamento 

A maneira mais eficiente de garantir que as reservas financeiras da sua empresa não se esgotem abruptamente é criando um orçamento detalhado para todas as despesas e cumpri-lo. Pode parecer elementar, mas acredite, muitos empreendedores ignoram a importância dessa estratégia.

Para montar o orçamento reúna os dados financeiros da empresa, o que inclui a receita e os gastos mensais. Não deixe de incluir as despesas fixas, as variáveis e quaisquer outros custos adicionais.

A montagem de um orçamento permitirá descobrir onde é possível economizar e com quais serviços ou produtos a sua empresa está gastando mais do que deveria. Ao fazer pequenos ajustes nos gastos, conforme os meses forem passando, será possível economizar dinheiro e ter uma noção mais detalhada dos gastos da empresa.

3. Invista em estratégias de marketing

Uma das primeiras coisas que a maioria dos empreendedores faz ao se ver com pouco dinheiro disponível em caixa é cortar gastos. No entanto, esses cortes não devem atingir o orçamento destinado às campanhas de marketing da empresa.

Cortar a verba destinada ao marketing poderá gerar economia no primeiro mês. No entanto, criará um problema ainda maior nos meses que virão, uma vez que a empresa poderá começar a vender menos.

Essa é uma dica de ouro. Mesmo quando um negócio está atravessando uma crise é preciso manter o pipeline de vendas fluindo e investir parte do seu orçamento em estratégias de marketing digital. Decerto isso garantirá que a empresa saia do vermelho.

4. Registre todas as movimentações financeiras

Todo o dinheiro gasto ou recebido pela sua empresa deve ser devidamente registrado. Mesmo as operações de pequeno valor que incluem a compra de produtos de limpeza ou material de escritório, por exemplo.

Essa é a melhor maneira a fim de manter as contas da empresa sob controle e evitar o desperdício de dinheiro. Para que seja mais fácil monitorar os gastos e as receitas é preciso separá-los por categorias. Dessa forma também será fácil de identificar a origem de todos os seus rendimentos.

5. Verifique o fluxo de caixa todos os dias 

A análise do fluxo de caixa deve ser feita diariamente de modo que a empresa possa se planejar, prever situações complicadas e se antecipar a possíveis riscos. Acima de tudo para ser eficiente, claro.

Essa é a melhor forma de garantir uma gestão financeira segura e saudável.

6. Faça um controle de estoque eficiente

O estoque de uma empresa é um capital imobilizado. Ou seja, não rende juros e não é uma fonte de renda. Um bom controle do estoque deve determinar o valor estimado dos produtos armazenados. E também qual o limite máximo e mínimo suportado pelo estoque da sua empresa.

Esse controle apurado determinará quanto deve ser investido no fluxo de caixa da empresa para suprir o contingente de produtos necessários para garantir o seu perfeito funcionamento.

7. Pense em longo e em curto prazo

O controle efetivo do fluxo de caixa permite fazer uma projeção financeira e avaliar se a sua empresa está preparada para suportar adversidades. Para que a análise seja precisa é necessário estipular gastos e ganhos no fluxo mensal.

Ao final do período, compare a projeção dos gastos com o que foi efetivamente realizado. Assim será possível saber onde ocorreram despesas não planejadas e o que será preciso fazer para evitá-las no futuro.

8. Antecipação de recebíveis

A situação da sua empresa é crítica? Uma solução de emergência para que a empresa possa sair do vermelho é a antecipação de recebíveis. Nessa operação financeira a empresa recebe um adiantamento dos valores referentes as vendas a prazo, duplicatas, vendas parceladas no cartão de crédito, vendas no cheque pré-datado ou no carnê. No entanto, a empresa deve pagar taxas e juros sobre o montante recebido. 

Para que essa operação financeira seja conduzida adequadamente é de fundamental importância montar um plano financeiro que permita a empresa saber com antecipação o custo gerado pelos valores antecipados. 

O plano financeiro também assegurará que a empresa não comprometa os recursos já recebidos que devem ser contabilizados no controle de caixa.

E você? Quer melhorar o fluxo de caixa da sua loja? Entre em contato com a Fortbrasil e invista no seu próprio cartão Private Label!