Crédito ou débito: quando usar cada opção?

Crédito ou débito: essa pode ser uma das perguntas mais ouvidas pelo brasileiro. Segundo uma pesquisa realizada pelo Banco Central, o cartão de crédito foi marcado como meio de pagamento mais usado por 15% dos entrevistados, enquanto o débito por 22%.

Enquanto as duas modalidades ainda perdem para o tradicional dinheiro em papel (escolhido por 60%), fato é que cada vez mais os pagamentos com cartão ganham espaço nas finanças pessoais.

Mas como saber qual das duas opções é a melhor? A verdade é que não há resposta correta para a pergunta que iniciou esse post — contudo, a escolha por crédito ou débito dependerá de alguns fatores que você deve considerar em suas compras.

Ficou curioso? Continue lendo e veja como escolher o melhor meio de pagamento para o seu bolso!

Existe diferença entre crédito ou débito?

Definitivamente há uma diferença entre crédito ou débito. Quando você usa crédito versus débito em uma compra, a transação é tratada de maneira muito diferente nos bastidores, independentemente de o dinheiro sair da mesma conta bancária.

Se você está curioso para saber se deve usar um cartão de débito em vez do crédito, também existem algumas diferenças sérias que você deve conhecer antes de retirar o plástico. Vamos olhar para cada um de cada vez.

  • Quando você seleciona débito: Você insere sua senha e os fundos são deduzidos de sua conta bancária imediatamente. Se você não tiver fundos, o banco pode debitar diretamente do seu cheque especial, dependendo do seu contrato com eles. Para o comerciante, essa transação é a mais barata, depois do dinheiro, claro, e oferece taxas mais tolerantes do que os cartões de crédito;
  • Quando você seleciona crédito: a transação no mercado de cartões de crédito não é debitada imediatamente da sua conta — ao colocar a senha, a transação é enviada ao banco emissor do cartão para que este verifique se você tem limite disponível para a compra. Caso possua, o valor entrará na sua fatura de cartão de crédito com vencimento para a data definida no seu contrato. O crédito também permite que as compras sejam parceladas.

Há prós e contras para cada um, e agora que você sabe a diferença na maquininha, vamos falar sobre quando você deve usar crédito ou débito nas suas compras!

Quando você deve usar crédito?

Crédito ou débito são tratados de maneira diferente quando é hora de fazer a compra, mas antes mesmo de você chegar ao caixa ou clicar no carrinho quando estiver comprando online, há mais diferenças que você deve conhecer.

Em quase todos os casos há benefícios em usar cartões de crédito que o débito ou dinheiro simplesmente não fornecem, mas você precisa decidir se esses benefícios valem a pena para você. Veja como saber quando é melhor usar o crédito:

1. Se você está comprando online

Os cartões de crédito são, de longe, sua opção mais segura ao fazer compras online. Isso porque os emissores de cartões estão atentos a cobranças fraudulentas.

Se você detectar uma fraude por conta própria, pode contestar uma cobrança e ter o valor estornado. Você nunca é responsável por cobranças não autorizadas, ao contrário das transações de débito, que são iguais a dinheiro — depois que feitas, não tem como estornar.

2. Se você está fazendo grandes compras

A facilidade de parcelar compras do cartão de crédito torna possível fazer aquisições que não caberiam no seu bolso de outra forma. Contudo, há uma observação: as compras parceladas só são interessantes quando oferecidas sem juros — essa cobrança é definida pela loja, por isso, procure se informar com o vendedor antes.

3. Se você estiver viajando

Usar seu cartão para viagem pode abrir vantagens para você, como descontos em carros de aluguel, milhas de passageiro frequente ou dinheiro de volta em compras. Finalmente, muitos hotéis, companhias aéreas e outras empresas de viagens usam apenas cartões de crédito para reservas.

4. Se seu cartão oferecer recompensas

Atualmente, existem vários tipos de cartões de crédito e alguns oferecem os chamados programas de recompensas, que te dão pontos para cada compra realizada. Esses pontos, posteriormente, podem ser trocados por benefícios, como passagens áreas, descontos no cinema ou outros.

Quando o débito é a melhor opção?

Para usar mesmo o crédito, você deve ter certeza de que os riscos financeiros associados valem os benefícios que você obterá.

Isso porque, caso não tenha dinheiro para pagar a fatura integralmente ou na data de vencimento, poderá ter que arcar com os juros altos do rotativo. Assim, o débito será melhor opção:

1. Se a outra parte precisar ser paga imediatamente

Como as transações de débito são tratadas quase instantaneamente, elas também são o método mais rápido de pagamento. Se você está passando o cartão e a velocidade é um problema, o débito é a melhor opção.

2. Quando você está com orçamento limitado

Uma das vantagens do débito é que ele não te deixa gastar mais dinheiro do que você tem. Você pode usá-lo o quanto quiser, contanto que esteja dentro do seu orçamento e, se ficar fora, é isso — o cartão não funcionará mais.

3. Se você tem dificuldades de gerenciar seu dinheiro

Cartões de crédito são como uma ferramenta e, como qualquer ferramenta, só trarão benefícios para quem souber usá-los bem. Se você tem dificuldade em administrar seu dinheiro ou viver dentro do seu orçamento, é melhor deixar o cartão de crédito em casa. Dessa forma, você pode se planejar melhor financeiramente e gastar apenas o que tem.

4. Se você quiser a melhor taxa de câmbio

Os cartões de crédito podem ser usados para comprar moeda estrangeira, contudo, eles também podem ser a opção mais cara nessa hora. As taxas de câmbio no crédito são altas e alguns cartões, quando usados no exterior, cobram o câmbio do dia de fechamento da fatura — e não do dia da compra — o que pode te deixar às cegas sobra quando custará aquela transação.

Como mostramos, não há resposta certa na hora de escolher crédito ou débito. Avalie sua situação financeira e considere as situações que mostramos para fazer sua opção e não se enrolar financeiramente!

Gostou das nossas dicas sobre quando usar crédito ou débito? Tem alguma dica que não mencionamos? Comente abaixo e interaja conosco e com nossos demais leitores!