Como aumentar o limite do cartão de crédito

Muitas pessoas buscam por maneiras de como aumentar o limite do cartão de crédito. Isso se justifica porque, com uma boa margem, é possível utilizar um único cartão para fazer todas as compras do mês, pagando uma única fatura.

Além disso, o limite alto também é importante para os imprevistos do dia a dia. Por mais que você controle os seus gastos, nunca sabemos quando vamos precisar de um dinheirinho extra.

Se você ficar doente e precisar comprar um remédio um pouco mais caro ou então estragar a geladeira ou outro eletrodoméstico da sua casa, não poderá ficar sem gastar. Aumentar o limite do cartão de crédito contribui para que você não seja pego desprevenido em situações como essas.

Porém, muitas pessoas têm dificuldade em aumentar o limite do cartão de crédito. E isso acontece por uma série de motivos. A boa notícia é que existem formar para conseguir um limite maior com as operadoras. Continue lendo e veja algumas dicas práticas!

Verifique o valor da sua renda líquida

Geralmente, os bancos e operadoras de cartão de crédito oferecem um limite que possa comprometer no máximo 30% do salário do usuário. De tal modo, uma pessoa que ganha R$ 1 mil por mês, terá um limite de R$ 300,00.

Porém, se essa pessoa teve uma promoção em seu emprego e o salário aumentou para R$ 2 mil, o limite será aumentando proporcionalmente para R$ 600,00. Por isso, sempre verifique a renda líquida que foi informada para a operadora do cartão. Pois, se estiver desatualizada, o seu limite também pode estar defasado.

Pague as suas faturas sempre em dia

Para aumentar o limite do cartão de crédito, não deixe de pagar as suas faturas sempre em dia. Isso também vai ajudar você a evitar ao máximo o parcelamento das faturas, o chamado crédito rotativo.

Em suma, podemos dizer que os bancos facilitam o aumento de crédito para as pessoas consideradas “boas pagadoras”. E decerto dificultam para quem não paga as contas em dia. Isso tudo é avaliado automaticamente pelos sistemas bancários.

É claro que vez ou outra você pode “se apertar” e ter que recorrer ao crédito rotativo. Porém, isso não pode virar rotina. Até mesmo porque acaba gerando uma “bola de neve” e você poderá ter dificuldades para quitar as suas dívidas.

Defina um valor dentro da sua realidade para a operadora

Vamos voltar ao exemplo citado no primeiro tópico, da pessoa que ganha um salário de R$ 1 mil reais por mês. Nesse caso, dificilmente a operadora do cartão dará um limite de R$ 10 mil, por exemplo.

Isso se justifica porque o valor pedido é muito maior do que o usuário tem condições de pagar. Logo, eles consideram arriscado dar um limite tão alto e o cliente acabar não pagando a dívida.

O ideal, portanto, ao solicitar aumentos de limite, é pedir valores que estejam dentro da sua realidade e que você possa pagar com o seu salário ou rendimento mensal.

Concentre as suas despesas no cartão de crédito

Quanto mais você gastar com o seu cartão de crédito, mais a administradora do cartão verá que você tem condições de pagar uma fatura maior. É por isso que é uma boa prática concentrar as suas despesas nessa modalidade de pagamento.

Sempre que for fazer alguma compra no supermercado, na farmácia, na papelaria, na loja de roupas ou em qualquer estabelecimento comercial, prefira pagar com o seu cartão.

Isso fará com que os sistemas da administradora percebam que o seu limite é muito baixo para o seu perfil de consumo. De tal modo, não estranhe se eles mesmo lhe proporem um aumento, sem nem mesmo que você peça por isso.

Tenha uma boa pontuação no score de crédito

O score de crédito é um sistema que calcula a probabilidade que um cliente tem de pagar ou não as suas dívidas.

As administradoras de cartão de crédito analisam esse item antes de liberar mais crédito para os seus clientes.

Essa pontuação varia entre 0 e 1000 e é gerado de acordo com o comportamento de compra do consumidor. Se você pagar as suas contas sempre em dia, aos poucos, aumentará o seu score por exemplo.

Ter contas de consumo (como de água, telefone, internet e energia elétrica) no seu nome também ajuda a fazer com que o score de crédito aumente.

Por isso, se você mora em uma casa alugada, por exemplo, convém que esses serviços estejam em seu nome e não no do proprietário do imóvel.

Evite pedir para aumentar o limite do cartão de crédito com frequência

Não é adequado ficar todos os meses pedindo para aumentar o limite do cartão de crédito. Você não vai convencer a administradora por insistência, mas sim por ter um comportamento adequado.

O ideal é que você espere em média seis meses entre um pedido de aumento e outro.

Somente assim você poderá comprovar que teve aumento na renda e que o limite atual já não é suficiente para você.

Peça para incluir o seu CPF em notas fiscais

Sabe quando você vai ao supermercado ou em qualquer estabelecimento comercial e o operador de caixa pede: “você gostaria do CPF na nota?”. Nesses casos, sempre responda que sim e informe o seu CPF.

Isso fará com que mais movimentações financeiras sejam feitas em seu nome. O que pode contribuir para que você tenha um score maior. E, por consequência disso, pedir para aumentar o limite do cartão de crédito.

Apresentamos aqui algumas dicas básicas para que você consiga aumentar o limite de cartão de crédito. 

Gostou do nosso artigo? Já faz alguma das ações que recomendamos? Conte para a gente nos comentários!