Big Data: Inteligência sobre seu cliente

Você sabe o que é big data? O termo se refere a um complexo banco de dados que não pode ser processado por aplicativos tradicionais de análise de dados, como o tradicional Excel.

Os dados armazenados no big data são vitais para garantir o bom relacionamento da sua empresa com os seus clientes, no entanto, é preciso saber usá-los. A sua empresa conhece bem os seus clientes? Dados referentes as vendas e ao marketing — informações que a sua empresa provavelmente já possui — pode dizer muito sobre os seus clientes.

O big data fornece análises valiosas, mas as informações precisam ser organizadas para garantir que a sua empresa entenda melhor os seus clientes e transforme esse conhecimento em vendas.

Mas como usar o big data para conhecer seus consumidores e vender mais? É o que você vai descobrir agora! Acompanhe!

Como prever o comportamento do consumidor?

Como você sabe, o marketing tem como objetivo alcançar o cliente certo no momento exato. O big data pode ser usado para prever o comportamento do consumidor e entender melhor a relação dos clientes com a sua marca.

Embora o big data seja uma ferramenta incrivelmente útil para aprender mais sobre os seus clientes, ela não dá conta do recado sozinha. Para melhorar o relacionamento da sua empresa com os seus consumidores é preciso entender o elemento humano — as personas que representam os seus clientes.

Como identificar personas?

Personas podem ser definidas como “personagens” que representam os clientes da sua empresa. Cada persona é construída com informações detalhadas como gênero, renda mensal e local onde mora. Todas essas informações são usadas na criação de campanhas publicitárias ou de estratégias de marketing.

As características demográficas, geralmente, incluem:

  • renda mensal;

  • estado civil;

  • profissão;
  • gênero;

  • idade.

Já as informações das personas, geralmente, incluem:

  • Como esse cliente procura informações sobre os produtos que desejam comprar?

  • Por que esse cliente tem interesse pela sua empresa?

  • O que deseja da sua empresa?

  • Hábitos de consumo.

  • Objetivos pessoais.

  • Local onde mora.

  • Demais interesses.

Qual cliente é seu melhor cliente?

Após definir as personas é preciso saber quais clientes são os mais valiosos para a sua empresa. Geralmente, as empresas entendem que estes são os que gastam mais dinheiro nos produtos ou serviços ofertados.

No entanto, esses clientes podem ser muito caros para manter ou serem os que se mostram menos fiéis a longo prazo. Mas como o big data ajuda a encontrar o melhor cliente da sua empresa?

A ferramenta entra em cena para ajudar a sua empresa a obter mais informações sobre os seus “alvos”. Agora que as personas já foram definidas é possível descobrir mais sobre elas calculando as seguintes métricas:

  • Gasto médio por compra: quanto os seus clientes gastam em média em uma compra típica? É preciso analisar esse valor para cada uma das personas da sua empresa. Também é preciso observar o valor de cada item, não apenas o preço de cada produto.

  • Valor vitalício: seus clientes compram sempre da sua empresa? Compram muito? Compram pouco? Essa métrica representa o relacionamento entre a sua empresa e os consumidores.

  • Custos de aquisição: quanto a sua empresa investiu em marketing para chamar a atenção de determinada persona? Se o gasto foi muito elevado, será preciso que de agora em diante seus clientes sejam fiéis e que comprem muito. Esse é o caso? Se não, será preciso reavaliar a sua estratégia.

  • Custos de retenção: como fazer seus clientes permanecerem fiéis a empresa? Como você sabe, é preciso investir mais para adquirir um cliente do que para mantê-lo. Por isso, certifique-se de que a sua empresa está fazendo sempre o melhor para construir relacionamentos duradouros com seus clientes e em fazê-los sentir que estão sendo valorizados.

  • Felicidade do cliente: seus clientes se mostram satisfeitos com os produtos e serviços oferecidos por sua empresa? Se estão satisfeitos ou insatisfeitos, qual a diferença entre os dois grupos? Identificar esses pontos pode revelar falhas, indicar as melhorias que precisam ser implantadas e permitir que a empresa se ajuste para satisfazer as necessidades do cliente final.

  • Alinhamento de valor: a sua empresa já alcançou os clientes que almeja? Quem está, de fato, comprando da sua empresa? Alinhar esses pontos é uma forma de refinar as personas da sua marca e garantir que a sua empresa está criando estratégias de marketing e vendas para os  seus melhores clientes.

Essas métricas permitirão agrupar os clientes da empresa e ajustar a sua segmentação no mercado.

Como usar a análise do big data?

A análise do big data se destina a descobrir tendências demográficas e de comportamento relacionadas com os melhores clientes da sua empresa, ou seja, aqueles cujo valor vitalício de compras é maior que a combinação de custos de aquisição e retenção e combiná-los com as personas da sua instituição.

A análise do big data também permite descobrir quais clientes são valiosos e quais parecem não se adéquam ao perfil da sua empresa.

O resultado deve ser divido por grupos de clientes que possuem comportamento e demografia semelhante: os grupos também devem indicar o valor que os clientes fornecem a sua empresa. Além disso, a análise do big data revelará as tendências no comportamento dos consumidores e identificará o canal por qual preferem comprar, o que permitirá traçar uma estratégia de marketing exata para atingi-los.

Digamos que a sua empresa identifique grupos de clientes preocupados com os preços e que abandonem o carrinho de compras repetidamente. Enviar a esse cliente um desconto de 20% sobre os itens do carrinho pode transformá-lo de “indeciso” a “satisfeito”.

Já clientes socialmente conscientes podem se interessar muito mais por um produto que destine parte das vendas para uma causa específica do que uma promoção.

A análise de dados não ajudará o seu negócio a se destacar na mercado, a menos que a sua empresa possa associá-la a um rosto.

Ao conectar os dados à experiência humana, é possível de criar personas capazes de impulsionar estratégias de marketing  a moldar campanhas altamente segmentadas e eficientes.

Gostou do conteúdo? Aproveite a visita para assinar a nossa newsletter e receba os nossos conteúdos na sua caixa de entrada!