Antecipação de recebíveis: o que é e como fazer?

Para manter o equilíbrio financeiro da empresa, é necessário ter o controle dos prazos de recebimento e pagamentos de despesas alinhados. Mas, e quando as coisas saem um pouquinho do lugar? Como proceder? A antecipação de recebíveis pode ser uma alternativa para o seu problema.

Neste artigo iremos abordar algumas informações essenciais sobre essa operação financeira.

Esse método exige alguns cuidados, por isso fique bem atento a todas as informações trazidas aqui. Boa leitura!

O que é a antecipação de recebíveis?

A antecipação de recebíveis nada mais é do que um adiantamento de uma entrada financeira agendada. Essa é uma saída encontrada pelos empresários e chefes de negócios para manter os compromissos financeiros em dia. Tudo isso, considerando circunstancias adversas não esperadas.

A fim de manter o equilíbrio financeiro e fiscal do negócio, esses empreendedores aderem à antecipação de recebíveis com a proposta de organizar um eventual descontrole das finanças da empresa.

Os motivos que levam uma empresa a essa situação são bem variados. Eles vão desde erros no planejamento financeiro empresarial, baixa das vendas por conta da crise até situações sazonais, por exemplo.

Na prática, esse adiantamento faz com que vendas a prazo, duplicatas, vendas parceladas no cartão de crédito ou no carnê e até os cheques pré-datados de clientes sejam transformados em caixa. Ou seja, é um recurso líquido de recebimento imediato.

Como funciona?

Vamos explicar de uma maneira bem simples. A antecipação de recebíveis é um adiantamento financeiro que instituições de crédito oferecem aos empresários para garantir a entrada de valores necessários ao momento.

Para isso, tais instituições impõem o repasse de taxas de juros sobre o valor solicitado. Isso ressalta a importância de se pesquisar as melhores possibilidades disponíveis no mercado.

Hoje um empresário pode solicitar a antecipação de recebíveis por meio de bancos, fundos de investimento em direitos creditórios (FIDCs) e as factorings. Com exceção da FIDCs, os outros dois métodos de adiantamento contabilizam além da taxa de juros, o Imposto sobre Operações Financeiras, conhecido como IOF.

Nos bancos as taxas de juros são bastante competitivas, em contrapartida à burocracia exagerada às vezes prejudicam o procedimento. Já os FIDCs têm, normalmente, as menores taxas e a resposta à solicitação financeira é mais acelerada. Por fim, as factorings têm as maiores taxas, mas é a alternativa mais acessível por conta da burocracia reduzida.

A diferença entre antecipação de recebíveis e empréstimo

Aqui se faz necessário ressaltar a diferença entre o adiantamento de uma entrada agendada com o procedimento de empréstimos financeiros. Muitos ainda confundem as operações, mas elas se distanciam bastante em algumas características.

No empréstimo, as taxas de juros são maiores e o pagamento é feito mensalmente à instituição financeira. Ele funciona mediante um financiamento do recurso necessário. E a partir disso, o empresário acaba pagando bem além daquilo que lhe caberia.

Com a antecipação de recebíveis, essas taxas são bem menores e o valor liquidado é compatível com a entrada prevista pelo cliente da empresa. Ou seja, diferentemente do empréstimo, a antecipação de recebíveis trabalha com projeção de reembolso às instituições em prazo previsto e de forma integral.

Quais as vantagens de antecipar um recebimento?

Analisar as vantagens da antecipação de recebíveis não é algo difícil quando se considera a importância do equilíbrio financeiro para uma empresa.

Se esse departamento permanece sempre em dia com as suas obrigações o crédito na praça não será prejudicado. Sobretudo, os compromissos fiscais permanecerão bem ajustados e sem riscos de ilegalidade. E o melhor, nenhuma etapa da cadeia produtiva será prejudicada pela falta de recursos.

Isso mostra que, em casos de necessidade, adiantar um recebimento programado pode ser uma boa alternativa para quem quer colocar a cabeça no travesseiro e dormir despreocupado, não é mesmo!?

Algumas vantagens que podem ser destacadas com a antecipação de recebíveis, são:

  • agilidade na liquidação de receita programada;
  • controle financeiro da empresa;
  • otimização das possibilidades de pagamento;
  • flexibilidade aos fornecedores, o que pode resultar em uma parceria mútua.

Quando realmente vale a pena fazer?

A busca pela antecipação de recebíveis é mais recorrente em negócios que precisam manter a movimentação do capital de giro para seguir com suas operações. Essa modalidade também é muito utilizada por empreendedores que comercializam seus produtos ou serviços com prazos de pagamentos mais longos do que a quitação com fornecedores e colaboradores.

Apesar de ser uma maneira rápida e simples de conseguir cumprir os compromissos financeiros da empresa, é preciso tomar essa decisão com alguns cuidados. Assim evita-se que a linha de crédito seja usada com recorrência. Tudo para evitar problemas que podem estar relacionados à falta de planejamento e gestão.

Para ajudar você nisso temos uma newsletter recheada de informações úteis. Para assinar é só deixar seus dados no rodapé da página.