9 dicas para realizar vendas de baixo risco

Só quem é lojista sabe a importância de fazer vendas de baixo risco e assim garantir o recebimento dos valores a elas referentes. Caso isso não aconteça e existirem muitos clientes inadimplentes, o negócio pode ficar insustentável. E, em casos mais graves, até mesmo ir à falência.

É por isso que você precisa saber como fazer vendas seguras no seu negócio e é sobre isso que falaremos. Reunimos uma série de dicas que contribuem para as vendas de baixo risco. Confira!

1 . Faça análise de crédito

É imprescindível que o seu negócio seja parceiro de entidades como o Serviço de Proteção ao Crédito (SPC) e o Serasa. Elas proporcionam que você possa fazer consultas pelo CPF ou CNPJ do seu cliente e veja se ele não tem o nome sujo na praça.

Se um cliente não foi incluído no cadastro desses órgãos por outras empresas, significa que ele é um bom pagador. Logo, é provável que ele também honrará com os compromissos assumidos com você.

2. Proporcione o parcelamento por cartão

O cartão de crédito é uma das forma de pagamento que mais garantem vendas de baixo risco para os lojistas. Isso porque os repasses dos valores serão repassados para você pela administradora do cartão.

Assim sendo, se o cliente não pagar a fatura do cartão de crédito ou débito que ele possui, ficará devendo para a administradora e não para você. É por conta disso que cada vez mais as empresas estão estimulando essa forma de pagamento. Inclusive fazendo parcerias com operadoras para que possam oferecer cartões próprios da loja.

3. Utilize o credit score

O credit score é um número gerado pelo Serasa e que mostra o perfil de pagamento de determinado cliente. Com ele, o lojista terá em seu poder uma informação valiosa para fazer vendas de baixo risco.

Se for identificado que uma pessoa tem tendência para ser inadimplente, por exemplo, podem ser exigidas garantias extras, como um valor maior de entrada na compra.

Em casos mais graves, você pode simplesmente negar a venda parcelada.

4. Forneça nota fiscal para os seus clientes

Também é necessário que você sempre forneça nota fiscal para os seus clientes, mesmo para vendas de baixo valor. Essa é uma obrigação do lojista e vender produtos sem fornecer o documento que formaliza uma venda torna a prática ilegal.

Além disso, com a nota fiscal, você poderá comprovar que fez uma venda para determinado cliente. Dessa forma, caso ele não pague a dívida, poderá acionar a justiça, nos casos mais extremos.

5. Aumente o crédito conforme o relacionamento com o cliente

Para clientes que compram pela primeira vez no seu estabelecimento, não ofereça logo de cara um crédito muito amplo, já que você ainda não conhece bem essa pessoa e não sabe se ela costuma honrar com os seus compromissos.

Com o passar do tempo, quando você já souber que o cliente é bom pagador e que negociar com ele é sinônimo de fazer vendas de baixo risco, pode oferecer prazos maiores e condições de pagamento mais flexíveis.

6. Tenha um bom sistema de cadastro

Outro dica muito importante para garantir vendas de baixo risco é ter um bom sistema de cadastro. É preciso que você tenha um software de gestão que possibilite guardar dados importantes, como as formas de contato com o paciente.

A ideia é que, caso o cliente não pague as contas conforme o previsto, você possa fazer a cobrança da forma mais adequada. Por isso, sempre solicite o nome completo, o endereço físico, e-mail, telefones para contato, entre outras informações que sejam úteis no futuro.

7. Saiba fazer as cobranças de forma correta

Apesar de tomar todas as medidas para fazer vendas de baixo risco, ninguém está livre de levar um calote. Nesse caso, é preciso saber como fazer as cobranças de forma correta.

Pela lei, você pode cobrar por telefonemas, por e-mail, por cartas de cobrança, por mensagens SMS, entre outras formas. Caso nenhuma dessas alternativas gere os resultados esperados, é preciso tomar medidas mais drásticas, como fazer protestos de boletos ou acionar a Justiça.

8. Ofereça benefícios para quem paga adiantado

Não há nada melhor do que receber adiantado, não é mesmo? É por isso que para fazer vendas de baixo risco, uma boa alternativa é oferecer descontos e outros benefícios, como a distribuição de brindes, para quem faz o pagamento à vista ou deixa parcelas pagas adiantado.

Os pagamentos adiantados garantem ao lojista um capital de giro e estabelecem uma pré-relação de confiança, sendo um indicativo de que o cliente horará com os compromissos assumidos no futuro.

9. Faça contratos de venda

É claro que se você tem uma loja de roupas, um supermercado ou qualquer outro tipo de comércio, não precisa fazer contratos para vender para pessoas que vão até o estabelecimento e comprar algumas unidades de seus produtos.

Agora imagine, por exemplo, que você tem uma papelaria e é procurado por uma grande empresa da sua cidade para fornecer todo o material de escritório que eles necessitam. Nesse caso, convém fazer um contrato, deixando claro as suas obrigações e as do comprador. Embora não seja uma garantia de que o pagamento será realizado, esse documento pode servir para que você tenha argumentos para fazer cobranças judiciais no futuro, caso seja necessário.

Se você colocar essas 9 dicas em prática no seu negócio, temos a certeza de que você aumentará muito as suas chances de fazer vendas de baixo risco. Afinal, terá tomado todas as precauções para evitar os temidos calotes, um terror que assola todos os lojistas.

Gostou do nosso artigo e quer continuar se informando sobre boas práticas para o seu negócio? Então não deixe de conferir os nossos infográficos!